06 julho 2009

Geografia e psicologia na cognição espacial dos macacos

Reportagem de Thiago Romero divulgada hoje (6/7/2009) no site da Fapesp com título "Cognição espacial dos macacos" apresenta alguns resultados da pesquisa unindo o Instituto de Psicologia e o Departamento de Geografia da Universidade de São Paulo (USP).

O estudo mostra que os macacos-prego (Cebus nigritus), em sua busca por alimentos na mata atlântica, podem se utilizar de um sistema de orientação alocêntrico, comum aos seres humanos (usado para a localização de um objeto relacionado à localização de outros objetos posicionados externamente ao indivíduo) além do mecanismo de orientação egocêntrico (utilizado quando a localização de um objeto está relacionada à posição do próprio indivíduo).

Os animais analisados na pesquisa vivem no Parque Estadual Carlos Botelho (PECB), no município de São Miguel Arcanjo, interior paulista.

A pesquisa faz parte do doutorado de Andréa Presotto ("Mapas cognitivos de primatas: análise de movimentos e rotas de Cebus nigritus apoiada por sistemas de informação geográfica”) orientado pela professora Patrícia Izar, do Departamento de Psicologia Experimental, e co-orientado pelo professor José Bueno Conti, do Departamento de Geografia Física da USP. A pesquisa tem a participação da bolsista de mestrado Mariana Dutra Fogaça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Imprimir a postagem em PDF

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...